TEXTO
TEXTO
+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

Espaço de aprendizagem remota na plataforma Microsoft Teams marca retorno das aulas no CESMAC

Em todos os cursos muito conteúdo, interação e adaptação ao novo modelo de aprendizagem por conta da quarentena

05/05/2020 às 20h50

Os cursos de graduação do Centro Universitário CESMAC retornaram as aulas nesta segunda-feira com o novo modelo de aprendizagem remota. Professores e coordenações passaram por um período de treinamento para a retomada dos conteúdos, utilizando a plataforma Microsoft Teams, com armazenamento para uso acadêmico de 50GB e acesso às ferramentas do Office365.
A medida é temporária, enquanto durar a quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus. Tudo para garantir que a aprendizagem dos alunos continue, mesmo em meio a todo o processo vivido. O curso de Direito, por exemplo, está tendo ótimos resultados com o novo modelo, como explica o Prof. Afrânio Roberto, coordenador da graduação. “Estamos tendo uma repercussão muito boa entre os alunos já com as primeiras aulas remotas. Estão satisfeitos com o sistema, com o modelo adotado e com os conteúdos. O curso de Direito está fazendo cumprir seus objetivos com o apoio de todos os professores e a aceitação de todos os alunos”.

Para Wellington da Silva Lima Santos, que faz o 7° período A – Matutino do curso de Direito, “usar a plataforma da Microsoft Teams está sendo uma nova experiência. É tempo de adaptação e de nos reinventar. Apesar da distância, agora estamos próximos novamente, sempre com o desejo de aprender algo novo e de concluir nossa formação acadêmica. Que a distância não seja motivo para desistir, mas combustível para continuarmos”, afirma.

A área de saúde também está com respostas positivas sobre o novo modelo de aulas e de aprendizagem. A Profa. Thycia Cerqueira, coordenadora do curso de Enfermagem, por exemplo, destacou o retorno que vem recebendo. “estamos com um feedback bastante positivo dos nossos docentes e discentes. O retorno as aulas na modalidade remota permite a continuidade das atividades acadêmicas e a nova plataforma tem oferecido todas as condições necessárias ao desenvolvimento das aulas, garantindo um processo de ensino e aprendizagem inovador, humanizado e com acessibilidade digital e atitudinal”, disse.
De acordo com a acadêmica que faz o 2° período de Enfermagem, Rebecka Tavares, o momento é de adaptação para todos. “Confesso que estou bem ansiosa sobre essa nova plataforma, mas já desde a primeira aula gostei bastante, atendeu a todos os meus pedidos, tirei todas as minhas dúvidas. Tenho expectativa de que essas aulas remotas serão ótimas para o aprendizado, além de nos impulsionar para inovação, é sempre bom aprender coisas novas e poder utilizar as dificuldades para crescer ainda mais”, reforça.

Para os que fazem a área de exatas e tecnológicas o retorno também traz expectativa positivas. “Estamos em um ambiente inovador de aprendizagem com o ensino remoto, onde o docente adota dentro do curso pequenas ações, que garantem a exposição de sua aula, a condução do aluno a “aprender a aprender” e a utilizar dessas inovações. No campo da aprendizagem minha expectativa é do atingimento de competências vinculadas as tecnologias e inovações, não apenas associadas ao mundo do trabalho, mas ao próprio período do aluno, com a utilização de métodos, ferramentas cientificas da Engenharia com mais intensidade em função do formato de aulas perceptivas, com imagens e com apelo visual para se tornarem mais atrativas e auxiliarem a cognição discente; e a intensidade de aplicação de ações atitudinais por todos os envolvidos no ensino remoto, como por exemplo intensificar a comunicação discente – docente”, declara a coordenadora do curso de Engenharia Civil, Profa. Rosineide Honorato.

A docente afirma ainda que o retorno às aulas está sendo tranquilizador e bem receptivo por parte do aluno, com conversas e reuniões sobre a situação atual, os cenários mundial, nacional e local, os decretos instituídos pelos governos e os formatos assumidos pelas Instituições de ensino, especialmente a superior; sobre a garantia da manutenção da qualidade do curso neste novo modelo de Ensino Remoto Emergencial; assim como o que temos de melhor aqui, o acolhimento, essencial à dimensão afetiva profissional docente.
Para o docente do curso de Engenharia Civil Matheus Cedrim, Doutorando na área, “é uma nova experiência que exige adaptações e capacidade de organização. As aulas remotas propiciam uma solução emergencial para a continuidade das aulas presenciais, possibilitando um novo desenvolvimento das capacidades fundamentais para um engenheiro civil, que é a de resolver problemas. Desta maneira, ajudamos nossos alunos a se reinventarem e estarem aptos para a solução de problemas de qualquer forma, demonstrando que é possível ser produtivo e eficaz em meio a uma pandemia”.

Melissa de Sousa Braga, estudante do curso de Engenharia Civil, fala sobre o que espera desse momento vivido e das aulas virtuais. “Minha expectativa para essa nova experiência é de que a gente consiga acompanhar o modelo de aula remota como se realmente fosse presencial, nos aproximar muito nesse período para que possamos adquirir ainda mais conhecimento e para que ninguém se sinta prejudicado. Sabemos que as dificuldades existem, para isso precisamos ficar juntos, nos unir e nos dedicar sempre.  Essa experiência nova está sendo enriquecedora, nossos professores estão super dedicados para fazer funcionar e transmitir todo o conhecimento adquirido que possuem”, conclui a acadêmica.