TEXTO

TEXTO

+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

  • Google Play
  • AppStore

Alunos do Mestrado Profissional Análise de Sistemas Ambientais do CESMAC participam de ação do Coletivo Praia Limpa

O objetivo da iniciativa é conscientizar sobre a problemática do lixo, o descarte irregular, a reciclagem e a preservação dos ambientes naturais

03/05/2019 às 12h57

Um grupo de alunos do Mestrado Profissional Análise de Sistemas Ambientais do Centro Universitário CESMAC participou da quarta edição do “Coletivo Praia Limpa”, acorrida na Orla da Pajuçara. A proposta do projeto, que foi idealizado pelo professor de Biologia Luiz Carlos Maresia, é conscientizar sobre a problemática do lixo, o descarte irregular, a reciclagem e a preservação dos ambientes naturais.
A ação é realizada uma vez a cada mês e conta com a participação de voluntários para deixar a praia mais limpa. A programação contou com acolhimento, palavra de abertura, alongamentos, ação de limpeza, entre outros. O Coletivo Praia Limpa segue com o lema: “Não pense, aja, a Natureza tem pressa! ”
Várias instituições, parceiros e pessoas que estavam na praia participaram do movimento, como foi o caso do grupo de alunos do Mestrado Profissional Análise de Sistemas Ambientais do CESMAC. Um verdadeiro mutirão percorreu, durante toda a manhã, um trecho da praia de Pajuçara, recolhendo o lixo deixado na areia.
De acordo com o aluno do Mestrado, Romikson Cristiano, a iniciativa é muito valiosa e ainda vai render bons frutos. “Foi uma satisfação para nós participar desse movimento, que tem muita relação com nossos estudos. O grupo que participou tem linhas de pesquisa relacionadas aos Resíduos Sólidos Urbanos. Nosso contato com o idealizador do projeto também garantiu uma futura parceria para desenvolver ações no CESMAC sobre a temática do meio ambiente e as questões que envolvem a problemática do lixo”, explicou o mestrando.
Durante a ação o grupo resgatou uma tartaruga quase sem vida, que foi enviada para o Centro de Reabilitação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA, onde passou pelos cuidados necessários e retornou ao mar com toda segurança.