TEXTO
TEXTO
+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

Cesmac e Ministério Público de Alagoas firmam mais uma parceria

Termo de cooperação irá facilitar a digitalização de processos da Instituição

19/01/2023 às 10h06

A Fundação Educacional Jayme de Altavila (FEJAL), mantenedora do Cesmac, o Ministério Público e a Fundação Alagoana de Pesquisa, Educação e Cultura (FAPEC), firmaram, nesta quarta-feira, um Termo de Cooperação Técnica e Operacional. O ato solene aconteceu na sede do MPAL, localizado no bairro do Poço.

O objetivo dessa parceria é a conjugação de esforços entre os partícipes para a triagem, cadastramento e digitalização dos processos físicos remanescentes no Ministério Público, interesse dessas três entidades, bem como a implementação do Projeto “Atuação em rede do terceiro setor”, que visa oportunizar a melhoria do atendimento de pequenas fundações, associações, abrigos e comunidades. Como pontua o promotor de fundações, Dr. Givaldo Lessa, “esse termo de cooperação vai permitir que a promotoria de fundações saia do gabinete e faça um trabalho efetivo em prol da sociedade” destacou.
O vice-reitor da Instituição, Prof. Dr. Douglas Apratto, destacou a parceria longeva com o Ministério Público. “Estamos prestes a completar 50 anos de história e o MP tem papel importante na nossa trajetória e faz parte de todo nosso legado. E mais uma vez, esse termo de cooperação vem reforçar a união entre as duas instituições” ressaltou o professor Douglas. “Essa parceria vai permitir e ajudar o Ministério Público a prestar e aprimorar os serviços que já são prestados à sociedade” pontuou o procurador-geral de justiça de Alagoas e egresso do Cesmac, Márcio Roberto Tenório.

Também estiveram presentes no ato solene de assinatura, o subprocurador-Geral Administrativo-Institucional do MPAL e coordenador do curso de direito do Cesmac, Dr. Lean Araújo, que afirmou: “o termo de cooperação firmado entre a FEJAL e o MPAL represente uma intensa colaboração entre o setor público e o terceiro setor, pois permitirá a transferência de conhecimento na área de tecnologia e recursos humanos, cuja consequência será o fortalecimento da Promotoria de Fundações e de instituições menores que compõem o terceiro setor”. Participaram ainda os Conselheiros da FEJAL, Estácio Valente e Pedro Alves, o Pró-Reitor Administrativo, Iêdo Mendonça, a coordenadora jurídica da IES, Dra. Michella Gray e a ex-promotora de justiça, Failde Mendonça.